BLOG

Todos precisam de Coaching

O título acima pode não parecer verdadeiro para algumas pessoas, elas provavelmente estão do meio para cima na pirâmide hierárquica das suas organizações, têm progredido consistentemente na carreira e vivem um bom momento na vida pessoal e familiar.

Ok, tudo parece lindo, mas elas também precisam de Coaching.

Inscreva-se aqui para receber o e-book “Como atravessar BEM 2016″

Richard Beckhard no livro Coaching – O Exercício da Liderança, diz que “a meta universal do relacionamento de Coaching é como ajudar os líderes a aprender.” Pelo simples motivo de que sem aprendizado contínuo não há evolução, sem aprendizado contínuo todas as conquistas citadas no primeiro parágrafo ficam comprometidas ou, pelo menos, são colocadas em risco.

É comum pensar que só quem precisa de Coaching são os profissionais (pessoas) que apresentam um gap comportamental, uma deficiência que deve ser suprida para melhoria de performance ou adequação para uma nova função, com promoção na pirâmide hierárquica ou não.

Pior ainda é que muitos enxergam os Programas de Coaching como uma punição, um tipo de tentativa de “recuperar” alguém que apresenta ou que trás problemas para o seu líder ou para a organização. Esse é um mito que precisa ser derrubado definitivamente, pois Programas de Coaching são, essencialmente, programas de desenvolvimento, portanto podem e devem ser aplicados em toda e qualquer fase da carreira, em todos os níveis hierárquicos.

As empresas contribuem para este equívoco quando abusam do termo coaching usando-o para qualquer tipo de feedback, sem assistência de um profissional especializado e sem qualquer conexão com programas de desenvolvimento.

Para os níveis executivos Coaching funciona muito bem como uma ocasião de interlocução com pessoas que, pela capacidade de dar feedbacks precisos e de questionar sem julgamentos ou inferências, propicia uma reflexão mais profunda sobre situações do cotidiano do trabalho, facilitando a resolução de problemas e dando segurança nas tomadas de decisões.

É importante ter em mente que Coaching sempre deve ser caracterizado como um programa ou processo, portanto deve ter reuniões regulares, com agendamento firme e acatado por ambos os envolvidos, com tempo de sessão respeitado – salvo exceções – para que não vire bate papo informal e com isso se perca o verdadeiro motivo da atividade.

Normalmente os profissionais de Coaching continuam atendendo clientes de antigos programas em necessidades pontuais, nesse caso em sessões únicas, presenciais ou à distância, com a única finalidade de auxiliar na resolução de um problema ou facilitar uma tomada de decisão.

Como fica claro no caso de Bill Gates no vídeo apresentado acima, é muito difícil ser bom em tudo o tempo todo, por isso existem os coaches.

Para saber mais, entre em contato conosco inserindo seu e-mail aqui.

Luiz Eduardo Neves Loureiro

Gostou do post? Quer continuar acompanhando nosso blog? Siga nossa fan page no Facebook.

4winners Análises e Soluções Empresariais