BLOG

Pinterest – prazer e utilidade na internet

Pelas aplicações e técnicas de uso ou pela satisfação com os resultados obtidos, a descoberta e a utilização de uma nova ferramenta quase sempre nos traz encantamento. É particularmente agradável adquirirmos outras habilidades, obtermos diferentes e melhores soluções para desafios apresentados e vermos materializadas nossas cultura e criatividade.

A brincadeira da criança (mesmo do adulto-criança) é a simulação do trabalho futuro. Começa divertido e informal aquilo que será sério e profissional. Lembro-me até hoje do quanto eu me divertia com as primeiras planilhas de cálculo (Visicalc e Lotus 1-2-3) no final dos anos 90. Criar fórmulas era diversão pura. Hoje, as planilhas foram incorporadas às nossas atividades com extrema utilidade e pouca poesia. Isso também aconteceu com as apresentações e com as ferramentas de busca.

O Orkut começou como uma plataforma não comercial, que foi trocada pelo Facebook (inicialmente também não comercial) e o que vemos hoje na rede social do Zuckerberg é uma ferramenta indispensável para o relacionamento humano, para a comunicação organizacional e para o marketing. Uma ferramenta que se tornou uma empresa gigante, com capital aberto e enorme importância comercial e estratégica (até mesmo de Segurança de Estado).

Se o Facebook é hoje uma das minhas principais ferramentas de trabalho, e importante fonte de receita, usá-lo tornou-se uma atividade natural e nem tanto agradável. O que há de melhor no conteúdo que trafega pelo Facebook, como não poderia deixar de ser, tem sua origem em sites e blogs. Aí repousa sua grande utilidade sob o ponto de vista da gestão do conhecimento: fazer referências ao que há de bom fora dele.

O Facebook é uma rede voltada para as relações pessoais. Para ver, rever e se comunicar com pessoas. Para saber o que fazem e o que lhes sensibiliza.

Eis que surge o Pinterest! Uma rede orientada não para a correspondência das pessoas, mas para a pertinência, a relevância e a beleza do conteúdo. Uma rede na qual as pessoas se congregam pelas afinidades temáticas e estéticas. Não a toa já é a quinta rede social nos EUA em número de participantes e a terceira em número de postagens.

Orientada para a informação que é, suas principais funcionalidades estão voltadas para a produção, para a retenção e para a difusão do conteúdo. Prazer e utilidade. Uma rede que devolve encantamento com o uso e com resultados que nada mais são senão coleções organizadas e multimídias de muitas das coisas que nos agradam e nos são úteis. Excelentes aplicações para diferentes mídias, multiplataformas, com agilidade e competência para fazer a globalização do conteúdo e não a globalização das relações pessoais.

Wilson Fraga Alegretti

http://www.pinterest.com/wfalegretti/boards/

Gostou do post? Quer continuar acompanhando nosso blog? Siga nossa fan page no Facebook.

4winners Análises e Soluções Empresariais