BLOG

Como o esporte pode melhorar sua vida profissional

Existe uma vasta literatura cientifica que prova que atividades físicas podem melhorar o desempenho intelectual de uma pessoa através da melhora da irrigação sanguínea do cérebro e criação de uma sensação de alerta. O esporte competitivo, além desses benefícios biológicos trás aprendizados psicológicos que podem ser aplicados para a carreira e o dia a dia.

Assine nossa newsletter e receba todas as atualizações da 4winners.

Praticar algum esporte de forma competitiva, seja ele qual for, expõem o atleta a um alto grau de pressão. Saber canalizar essa pressão em prol de resultados positivos, tomando decisões rápidas de maneira segura é o que muitas vezes separa o primeiro do último lugar, principalmente em competições de alto nível. Nelas a diferença entre o primeiro e o quarto lugar não costuma ser maior do que 3%, fazendo com que pequenos detalhes separem a medalha de ouro de uma classificação mediana.

A constante pressão por resultados gera outra adaptação fundamental entre praticantes de esporte, a resiliência. Apesar do talento individual ser fundamental para o sucessos em competições, a maioria dos atletas que se destacam são aqueles que conseguem seguir o planejamento de treino a risca e se manter na ativa através das adversidades físicas e psicológicas.

Por fim, não existem bons atletas solitários, mesmo em esportes individuais como natação e levantamento de peso, campeões são formados em um ambiente de co-competição, onde eles aprendem a colaborar com atletas que potencialmente serão seus adversários para o seu próprio desenvolvimento, postergando a rivalidade para um momento adequado.

Co-competição, resiliência e capacidade de tomar decisões sob pressão são características que não importam apenas dentro da arena dos esportes, mas também no mundo corporativo. Assim o esporte é uma forma excelente de aprimorar e testar essas características em uma situação controlada, permitindo que depois elas sejam aplicadas de forma mais segura dentro do ambiente profissional.

Para praticar essas aptidões não é necessário uma grande capacidade esportiva, mas sim se comprometer com um esporte e traçar metas de curto e longo prazo para que se torne um exercício de aprimoramento constante.

Eduardo Loureiro, Editor chefe e CEO do Bars ‘N’ Rings

Gostou do post? Quer continuar acompanhando nosso blog? Siga nossa fan page no Facebook.

4winners Análises e Soluções Empresariais