BLOG

3 dicas práticas para o autocoaching

Muito se fala sobre processos de coaching e como precisamos de alguém para nos auxiliar em nossos novos projetos e redefinir nossos objetivos e metas, mas será que você já parou para pensar se não daria para começar sozinho?

Assine nossa newsletter e receba todas as atualizações da 4winners.

O autocoaching pode ser definido como a atitude própria que nos direciona para realizar tarefas para alcançarmos nossos objetivos e metas; muitos dizem que deveria ser uma característica natural do ser humano, porém caso tenhamos problemas nisso, podemos desenvolvê-la.

Assumir a responsabilidade da sua vida para si é o caminho para quem busca viver de forma plena e próspera.

Listamos abaixo três dicas para você colocar em prática e começar a tomar as rédeas da sua vida.

1.      Determine objetivos e cumpra-os – pense em algumas coisas que você queira fazer, não precisa ser algo grande; arrumar aquele armário ou uma estante que você vem adiando há meses já é um bom começo. Se dê um prazo e respeite-o. A sensação de dever cumprido será incrível e já lhe dará forças para objetivos maiores.

2.      Descubra-se – pegue uma folha de papel e faça um risco no meio, de um lado escreva seus pontos positivos, do outro os negativos. Ao invés de colocar apenas palavras, descreva em poucas linhas as situações que justificam cada ponto, para os negativos, faça mais uma coluna pensando no que pode fazer para melhorar.

A intenção não é que você se julgue ou se martirize, e sim que você se conheça, entenda suas qualidades e veja o que pode melhorar.

3.      Pare com a autossabotagem – autossabotagem é a habilidade de desacreditarmos de nós mesmos, ou seja, quando desistimos de algo por não nos acharmos capazes antes mesmo de tentar. Todos temos insegurança e medos, mas não podemos deixar que eles abalem nossa confiança e nos impeçam de ao menos arriscar uma vez.

Quando se sentir inseguro e incapaz, pergunte-se se o medo é real ou se você não está fantasiando, veja se há fatos que embasem sua insegurança, analise o cenário e o que você pode fazer para amenizar os riscos. Conversar com pessoas próximas também é um bom caminho, elas vão te mostrar perspectivas diferentes.

Lembrem-se que o processo não é rápido nem automático, além disso cada um de nós está em um estágio da vida, sendo assim devemos respeitar nossos limites, porém, sem nunca desistirmos da jornada. E, caso queira, nos mandem seus depoimentos e histórias, queremos ouvir como vocês estão superando suas dificuldades e como estão esses primeiros passos para a autoliderança.

Cristina Chaim 

Publicitária formada pela USP, é voluntária no CISV e atua como gestora de comunidades sociais corporativas online.

Gostou do post? Quer continuar acompanhando nosso blog? Siga nossa fan page no Facebook.

4winners Análises e Soluções Empresariais